Na Praia de Maresias

Jadson André e Tainá Hinckel vencem Maresia CBSurf Pro Tour 

 

2ª ETAPA DO CIRCUITO DEFINIU O TIME PARA O ISA WORLD SURFING GAMES

 

Um evento para ficar marcado. Em grande fase, o potiguar Jadson André repetiu a vitória na 2ª etapa do CBSurf Pro Tour – Prefeitura de São Sebastião apresenta Maresia Pro SP 2018, neste domingo (12), na Praia de Maresias, no litoral norte de SP. Na feminina, a catarinense Tainá Hinckel, um dos grandes talentos da nova geração, garantiu a sua primeira vitória em campeonato profissional.

Pelas vitórias, cada um recebeu R$ 10 mil, de um total de R$ 80 mil distribuídos aos melhores no evento, que começou sexta-feira e teve ondas desafiadoras de até três metros no sábado. No total, foram 128 atletas de dez estados e grandes disputas nas ondas de Maresias. Além da sequência da disputa pelos títulos brasileiros, a competição definiu a seleção para o ISA World Surfing Games, em Tahara, no Japão, no mês de setembro.

No dia decisivo do evento, a organização adiou o início das disputas femininas, por prudência, e quando as condições do mar melhoraram, elas foram para o mar. Antes das finais, o dono do show foi o paulista Weslley Dantas, que já tem em seu currículo o título mundial júnior. Na semifinal, marcou um 9,67 e depois um dez, para somar 19,67 pontos de 20 possíveis. Entre as meninas, Taís de Almeida fez 16,50.

Na primeira final, a masculina, Weslley abriu com um 6,33. Jadson arriscou várias vezes. Tentou aéreo e até tubo, errando as manobras. Deivid Silva começou com um 7,93 e depois um 6,97, assumindo a ponta. Mas o líder do ranking, enfrentando três paulistas, voltou a surfar bem, garantiu a melhor onda da final, numa esquerda, com 8,33 pontos e depois virou o placar com um 6,9.

Deivid ainda tentou reverter, mas a comemoração foi mesmo do potiguar, que esperou o anúncio do resultado pelo locutor Paulo Issa, ajoelhado na beira da praia e depois foi abraçado pelos amigos. “Tinha certeza de que seria muito difícil, mas meu pensamento era de fazer um excelente campeonato. As coisas foram acontecendo, fui ganhando ritmo durante o evento”, contou.

“Comecei a final toda errada. Caí em todas as ondas. Comecei há pouco tempo um trabalho de mentalização e respiração e era tudo que eu pensava. Respira, relaxa, que se não mandar oxigênio novo para o cérebro não vai funcionar. Veio aquela esquerda muito boa e deu tudo certo”, comemorou Jadson, agradecendo seu técnico, Danilo Costa, os patrocinadores, a namorada e familiares.

Com a nova vitória, ele abriu boa vantagem sobre o segundo colocado o paulista Geovane Ferreira, que também fez um bom campeonato e parou na semifinal. O líder soma 2 mil pontos, contra 1.415 do segundo. “Com sempre falei, tenho dois objetivos: voltar para a elite mundial e ser campeão brasileiro. Foi um passo gigante, mas sei que ainda tem muita coisa para acontecer. Mas ter duas vitórias dá uma confiança maior”, falou.

“Nas próximas etapas, quero manter a confiança e ir até mais forte”, complementou o vencedor, aproveitando para elogiar o novo Circuito Brasileiro e demonstrar a satisfação com a chance de chegar ao título. “Está alucinante, incrível, animal. É um ciclo novo que estamos vivendo no Brasil, muito importante e fico feliz. Às vezes você não entende porque algumas coisas acontecem. Caí do WCT, posso disputar o título brasileiro e estou surfando como se estivesse disputando o título mundial”, vibrou.

Atualmente, Jadson é o quinto no ranking mundial QS e, justamente por estar muito bem na classificação, e também ter como objetivo a volta ao WCT, optou por abrir mão da vaga para o ISA Games, para se concentrar nos próximos compromissos. Assim, o paulista Marcos Corrêa (terceiro no ranking) se juntará a Geovane Ferreira (vice-líder) para integrar o time, junto com Ian Gouveia, convidado da CBSurf.

Na feminina, as três primeiras do ranking foram convocadas – Larissa dos Santos, a potiguar Gil Ferreira e a carioca (que até ano passado morava na Austrália), Anne dos Santos, que também integrará a seleção no ISA Júnior, na Califórnia. Tainá chegou perto da vaga com a vitória, ficando a apenas 60 pontos. Na final, ela foi superior toda a bateria. Abriu com 6,67 e depois confirmou a vitória com uma nota no critério excelente – 8,83.

“Estou muito feliz. Primeiro evento profissional que ganhei. Sou amadora ainda e ganhei o profissional. Sensação indescritível. Não fui bem na primeira etapa e isso deixou uma mágoa grande, mas treinei muito para vencer aqui”, vibrou a surfista de apenas 15 anos.

Para a cearense Larissa Santos, o segundo lugar manteve a ponta do ranking e garantiu a vaga para o Mundial. “Foi muito bom fazer nova final, surfar bem e porque continuo na frente. Sempre Deus no lugar. Já estou pensando no Japão e agora é afiar para competir bem”, falou.

Vale lembrar que o CBSurf Pro Tour terá quatro etapas este ano, com o próximo encontro em Santa Catarina e a final em dezembro, na Bahia.

“Tivemos três finais de semana incríveis de campeonatos aqui em Maresias e todos com excelentes níveis técnicos. Ficamos felizes em manter São Paulo em evidência no cenário, confirmando ser o estado que revelou nomes como Gabriel Medina, Adriano de Souza e Filipe Toledo, entre tantos outros”, falou o presidente da Federação Paulista de Surf, Sílvio da Silva, o Silvério, citando também as realizações, do Hang Loose Surf Attack e do CBSurf Júnior Tour. “Temos de agradecer nossos parceiros pela realização de mais esse grande evento”, completou.

Prefeitura de São Sebastião apresenta Maresia Pro SP 2018 foi um evento oficial da Confederação Brasileira de Surf, realizada pela Federação Paulista de Surf. Patrocínio da Maresia, com apoios da Silver Surf, X-Tra Foam, Pousada Tambayba, Niponet Banda Larga e FMA Notícias. Colaboração da Associação de Surf de São Sebastião e da Associação de Surf de Maresias.

 

RESULTADOS DA ETAPA

MASCULINO

1 Jadson André - RN

2 Deivid Silva - SP

3 Weslley Dantas - SP

4 Eduardo Motta - SP

5 Samuel Pupo - SP

5 Flávio Nakagima - SP

7 Alan Donato - PE

7 Geovane Ferreira - SP

9 Charlie Brown – CE

9 Bino Lopes – BA

9 Marcos Corrêa – SP

9 Léo Neves – RJ

13 Madson Costa – RN

13 Tamae Bettero – SP

13 Renan Argemiro – SP

13 Igor Moraes – SP

 

FEMININO

1 Tainá Hinckel - SC

2 Larissa dos Santos - CE

3 Anne dos Santos - RJ

4 Taís de Almeida - RJ

5 Gil Ferreira - PB

5 Chantalla Furlanetto - SC

7 Açucena Vaz - SP

7 Yanca Costa - RJ

9 Júlia Santos - SP

9 Kaiane Reis - RJ

9 Maju Freitas - RJ

9 Karol Ribeiro - RJ

13 Diana Cristina - PB

13 Camila Cássia - SP

13 Luana Coutinho - SP

13 Rayssa Fernandes - PB

 

RANKING APÓS 2 ETAPAS

MASCULINO

1 Jadson André – RN – 2.000

2 Geovane Ferreira – SP – 1.415

3 Marcos Corrêa – SP – 1.110

4 Bino Lopes – BA – 1.055

5 Rafael Teixeira – ES – 1.030

6 Alan Donato – PE – 1.005

7 Weslley Dantas – SP - 970

7 Artur Silva – CE - 970

 

FEMININO

1 Larissa dos Santos – CE – 1.860

2 Gil Ferreira – RN– 1.470

3 Anne dos Santos – RJ – 1.460

4 Tainá Hinckel – SC – 1.400

5 Taís de Almeida – RJ – 1.340

6 Rayssa Fernandes – PB – 1.060

7 Yanca Costa – RJ – 1.055

7 Karol Ribeiro – RJ – 1.055

 

TIME FORMADO PARA O ISA WORLD SURFING GAMES - TAHARA/JAPÃO:

Ian Gouveia (convidado CBSurf), Geovane Ferreira e Marcos Corrêa, no masculino; Larissa dos Santos, Gil Ferreira e Anne dos Santos, na feminina.

 

Obs.: Jadson André abriu mão da vaga.